Eu perdi 35 kilos e agora vou te ensinar a perder em Belo Horizonte; veja aqui

2
4292

Eu nunca fui gordo. Na verdade eu nasci muito magro e precisava até de vitaminas quando criança, mas na adolescência, eu ganhei muito peso. Só no ensino médio voltei ao corpo magro.




O problema é que depois de alguns meses trabalhando quase 12 horas por dia, sentado e sem tempo pra fazer quase nada, além de um início de depressão, não consegui parar de ganhar peso mais uma vez.

Em pouco tempo, de 60 kilos, me vi pesando incríveis 95! E por quase três anos fiquei assim.

É claro que você pode ser feliz com o corpo que tiver, isso depende muito mais do seu processo de aceitação e de viver bem sendo quem é, mas pra mim, foi devastador.

Além de me sentir muito mal e com uma auto-estima fraca, sempre me senti um tanto rejeitado em aplicativos de pegação e badalações. Eu definitivamente queria ser magro de novo.




O problema é que ao contrário do que as pessoas pensam, emagrecer não tem a ver só com sua força de vontade. Ninguém fica gordo por opção. Eu até poderia entrar em temas como em quão viciantes certos alimentos são, mas a minha questão era mais psicológica.

Estar gordo me frustrava e a minha primeira saída era comer. Por mais irônico que pareça, comer era a minha primeira saída por não ter alguém pra conversar sobre o assunto (muito por vergonha de admitir que queria conversar).

Mas enfim, como é que comecei a perder peso? O meu processo de emagrecimento começou quando eu morava em Londres. Na Europa é muito mais fácil comer comidas leves, já que você encontra alface, beterraba e verduras já lavadas e prontas pra comer.

Além disso, comer esse tipo de comida na rua é muito mais barato por lá. Por mais estranho que pareça, emagrecer tem muito a ver com matemática. É a simples conta de comer menos calorias do que você gasta.





A questão é que comer 100 calorias a mais do que precisa é fácil, comer 100 a menos, dá fome. Por isso o meu processo começou assim: eu vou comer batata com catchup, sim, mas ao invés de perder as calorias de dois sachês, vou perder só de um.

Não sei se ficou claro, mas o que quero dizer é: não pare de comer nada de uma vez. Só tente diminuir aos poucos. Me irrita muito ler na web “não beba suco de laranja, tem muitas calorias”.

Minha gente, se você tá tomando duas cocas por dia, esquece as calorias do suco de laranja. Se joga no suco de laranja até ele se tornar sua primeira opção. Aí você pensa em alternativas melhores.

Acho que esta é a dica fundamental. Nada muda do dia pra noite, então não corte tudo do dia pra noite. Um sachê de catchup a menos, uma porção a menos e assim vai.






Neste processo eu perdi uns 20 kilos. Os outros 15 foram mais mudanças e o acréscimo de exercícios físicos.

Mas isso nós vamos falar a partir de agora. Diariamente estarei aqui no BH Saudável pra trocarmos experiências e lembrarmos que a mete precisa ficar saudável. O corpo vem em segundo lugar.

Você também pode me seguir no Instagram e puxar um papo sempre que pensar em comer um sachê de catchup a menos. É só clicar aqui.

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

Uma publicação compartilhada por Fhilipe Pelájjio (@fhilipepelajjio) em

2 COMMENTS

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here